MARCO DO VALLE HAARP RÁDIO (2006)

MARCO DO VALLE HAARP RÁDIO (2006)
_MARCO DO VALLE – HAARP RÁDIO
      Esta instalação inspira-se no poderoso projeto científico HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program): um laboratório no Alaska (EUA) destinado a estudos de física sola-terrestre e Atmosfera Superior, e a pesquisas de rádio-ciência e comunicações. Compõe-se de um transmissor de rádio de alta freqüência, que é um campo de torres entremeadas de redes de arame que refletem para cima qualquer transmissão de rádio das torres. Por baixo há pequenos prédios chamados abrigos para rádio-transmissores, que agem interligados como uma imensa antena transmissora. Para uns, trata-se de investigação da natureza e da atmosfera superior. Mas para ativistas e cientistas contrários ao HAARP, suas experiências podem gerar uma modificação ambiental ionosférica, armas nefastas, guerra nas estrelas, terremotos sob medida e perturbações atmosféricas.
      Refletindo sobre isso, do Valle cria um ambiente baseado no funcionamento do HAARP. Coloca uma rádio (ondas eletromagnéticas) no interior de uma Gaiola de Faraday, transmitindo um texto seu sobre o HAARP, mas lido por um impessoal software que reproduz a voz humana. O uso de um transmissor de baixa potência impede que as ondas se propaguem para fora da gaiola, e assim cria uma ilha eletromagnética na sala expositiva. Na parede ao lado, objetos com luz fluorescente mostram fotografias de Nikolas Tesla (responsável por transmitir energia elétrica sem fio no séc. XIX), do transmissor de ondas eletromagnéticas e das antenas do projeto HAARP.
      Marco do Valle discute a intersecção entre arte e ciência, e a nossa (sobre) vivência no meio das tecnologias tantas. Ainda que a intenção não seja fazer ativismo contra o HAARP, aqui essa pesquisa bizarra vem a público como um alerta para a ilimitada ânsia humana de intervir na natureza.

Daniela Labra